O papel do CBD no combate à Endometriose

O papel do CBD no combate à Endometriose

Confira o porquê da Cannabis medicinal ser apontada pela comunidade médica como um dos mais promissores tratamentos para a endometriose 

Uma doença que afeta 10% das mulheres em idade reprodutiva e tem como principal característica dores menstruais intensas. Em linhas gerais, essa é a endometriose. Uma patologia que é, até certo ponto, comum, mas que mesmo atingindo tantas pessoas ainda não tem sua origem conhecida pela ciência.

As dores provocadas pela endometriose são tão poderosas que podem deixar as mulheres que sofrem com a doença totalmente incapacitadas. Se, em alguns momentos, as cólicas menstruais regulares já deixam muitas pessoas completamente debilitadas, imagine essa sensação potencializada?

As pacientes que enfrentam a endometriose ganharam, recentemente, uma grande aliada: a cannabis medicinal. A comunidade médica tem pesquisado muito sobre a doença e um estudo científico já comprovou os benefícios da medicação que tem por base o canabidiol (CBD).

Quer conhecer mais sobre a doença e entender o porquê do tratamento com cannabis medicinal ser tão promissor no enfrentamento da endometriose? Então continue conosco neste artigo. Boa leitura!

Entendendo a endometriose

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), aproximadamente 7 milhões das mulheres brasileiras sofrem com a endometriose. O número é relativamente alto, principalmente em comparação com outros países com bem menos população de mulheres em idade reprodutiva do que o Brasil.

A doença é caracterizada pelo crescimento do endométrio para fora da cavidade uterina. Endométrio é uma camada que reveste o útero. É normal que esse tecido cresça em cada ciclo menstrual e, ao final do período de ovulação, ele se descame e cause o sangramento, mas quem tem a doença sofre com o comportamento anormal dessas células.

Nas enfermas, esse tecido cresce para além do útero e esse crescimento tem como consequência um processo inflamatório, desencadeando reações adversas no organismo a cada ciclo de menstruação. Essas inflamações acabam se tornando crônicas e provocando uma série de desconfortos. As cólicas menstruais intensas são o sintoma mais conhecido.

Os primeiros indícios da doença podem aparecer já na primeira menstruação e acompanhar essa mulher até o quando ela para de menstruar. Além das fortes cólicas e da menstruação irregular, a endometriose também pode causar desconforto na hora de urinar, dores nas relações sexuais, influenciar na regulação do intestino, causar inchaço abdominal e dificultar a gravidez.

Além de todos esses sintomas, o maior risco é de que esse tecido que cresce para fora do útero se solte do órgão e acabe indo parar em outros locais do corpo. Ao se desprender, ele pode se alojar na bexiga e nos ovários e até subir para o intestino, por exemplo, podendo ser necessária inclusive uma intervenção cirúrgica para a retirada.

Mesmo com muita pesquisa da comunidade médica em torno da endometriose, a doença segue sem um consenso sobre a sua origem. Entretanto, alguns fatores são apontados como de risco para o desenvolvimento da enfermidade: gravidez tardia; má alimentação; herança genética; sedentarismo; e abuso de álcool e cafeína.

Logo nos primeiros sinais, é necessário que o médico ginecologista faça a investigação para saber se essa paciente tem a doença, pois quanto antes ela for descoberta, mais cedo iniciará o tratamento. O diagnóstico da endometriose se dá por um conjunto de exames.

O exame do toque é fundamental e deve ser feito logo nas consultas. Para a confirmação do exame clínico, são recomendados o ultrassom endovaginal e até a ressonância magnética. Também existem outros exames, de imagem e laboratoriais, específicos que podem ser solicitados pelo ginecologista, caso ele sinta essa necessidade.

Uma vez diagnosticada, a endometriose precisa ser tratada. Por ser uma doença crônica, o tratamento se dá no alívio dos sintomas. Nesse sentido, a cannabis medicinal vem se tornando protagonista no enfrentamento da doença e na garantia de qualidade de vida da paciente com endometriose.

O CBD como alternativa de tratamento

O canabidiol é um fitocanabinoide presente na cannabis medicinal. Suas propriedades terapêuticas incluem os efeitos anti-inflamatórios e analgésicos. Sua principal vantagem em relação aos remédios convencionais com esses mesmos efeitos é de que ele não tem risco de dependência e seu uso prolongado não provoca efeitos colaterais.

Apenas por isso, o canabidiol já seria uma excelente opção de tratamento para a endometriose, mas os benefícios que optar por esse tratamento traz às pacientes, principalmente frente aos medicamentos utilizados com frequência no combate à doença, são ainda maiores.

Os artigos acadêmicos e as pesquisas em torno do CBD e da endometriose constataram que o canabidiol tem um efeito muito positivo nos órgãos do sistema reprodutor feminino. No caso da endometriose, especificamente, os estudos demonstraram que o CBD tem um efeito antiproliferativo nas células endometrióticas.

Isso significa que o CBD pode impedir que essas células, que crescem para fora do útero e formam o tecido que acaba por se inflamar e até se soltar do órgão, se multipliquem desenfreadamente. A principal razão para isso é que o canabidiol impede que o receptor GPR18, que causa a migração dessas células danificadas, seja ativado.

Essa inibição contribui para um controle melhor dos processos inflamatórios. Com menos tecido sendo formado e, consequentemente, menos fibrose e risco de inflamação, as cólicas intensas vão sendo gradativamente controladas e a paciente consegue recuperar sua qualidade de vida e superar o trauma da chegada do ciclo menstrual.

Uma das maiores dificuldades que essas mulheres enfrentam são os efeitos psiquiátricos causados pelos sintomas físicos da endometriose, principalmente quando elas têm o desejo de se tornarem mães e as consequências da doença afetam a fertilidade.

Não é raro que mulheres que sofrem de endometriose apresentem, também, sintomas como stress e ansiedade e tenham dificuldade na socialização e até problemas na manutenção de relacionamentos conjugais. O aspecto emocional fica muita fragilizado e suscetível aos problemas cotidianos.

Nesse ponto, mais uma vez o medicamento à base de canabidiol sai na frente dos remédios convencionais. O CBD é, comprovadamente, um dos principais fármacos no alívio dos sintomas das diferentes doenças relacionadas à saúde mental.

Quadros como depressão, distúrbios do sono e até males como o Alzheimer tem encontrado na cannabis medicinal uma excelente alternativa de tratamento. Tudo isso se dá pelo fato de o CBD potencializar a ação do sistema endocanabinoide.

O sistema endocanabinoide é o principal responsável pela comunicação dos diversos sistemas do nosso organismo e pela manutenção da homeostase, que é o equilíbrio necessário para que o nosso corpo tenha as melhores condições de vida.

Entre os principais componentes do sistema endocanabinoide, estão os receptores canabinoides. Esses receptores estão presentes por todo o nosso corpo e, ao serem estimulados pelo CBD, provocam as respostas celulares adequadas do nosso organismo no combate aos estímulos que estão causando o desequilíbrio.

Dessa forma, o canabidiol acaba por fazer com que o organismo reaja da melhor forma tanto aos fatores internos quanto aos internos, atenuando significativamente uma grande gama de sintomas. Por isso esse medicamento tem tido resultados tão expressivos para tantas doenças diferentes.

O acompanhamento médico é fundamental

A endometriose costuma acompanhar a paciente até o final da sua vida menstrual. Mas não é preciso esperar a menopausa com sofrimento e angústia. Quanto antes a doença for descoberta, mais rápido será tratada e, com o alívio dos sintomas, a paciente terá uma vida normal e plena.

Para isso, é importante que o seu médico faça o acompanhamento adequado. Hoje, no Brasil, mais de 800 profissionais já receitam o canabidiol como tratamento para as diferentes patologias. Com o CBD, a qualidade de vida dos pacientes e dos familiares tem melhorado cada vez mais.

Se seu médico que saber mais sobre as propriedades terapêuticas de um dos mais promissores tratamentos da medicina moderna, indique o nosso portal para que a gente possa esclarecer todas as dúvidas dele e para que ele seja mais um multiplicador dessa inovação da medicina integrativa.

Se você ainda não conta com um médico e está em busca de um profissional que já conhece todos os benefícios do canabidiol, aqui no site da LotusMed Brasil nós temos profissionais de referência em diferentes cidades que podem te auxiliar na busca pelo melhor tratamento.

Além disso, entregamos, também, um serviço de excelência no seu processo de aquisição do medicamento. Nosso suporte começa ainda na conferência da receita prescrita e se estende por todo o processo de importação do produto. Nosso acompanhamento só termina quando sua encomenda é entregue aí na sua casa!

Se quer saber um pouco mais sobre nossa empresa e sobre como podemos ajudar na sua busca pela qualidade de vida, entre em contato conosco que teremos prazer em conversar contigo sobre os benefícios do CBD.

Alzheimer e o tratamento com Cannabis Medicinal
Alzheimer e o tratamento com Cannabis Medicinal
Entenda como é fácil para o profissional de saúde prescrever Cannabis medicinal em 2021
Entenda como é fácil para o profissional de saúde prescrever Cannabis medicinal em 2021
A importância terapêutica do CBD no tratamento da Epilepsia
A importância terapêutica do CBD no tratamento da Epilepsia
O (enorme) potencial do mercado latino americano da Cannabis medicinal
O (enorme) potencial do mercado latino americano da Cannabis medicinal